GranitePhone e o mais novo dos smartphones ultra-seguros disponiveis

Hexamob | Alberto Mulas - 10/12/2015

Embora Archos fabricou alguns bons dispositivos no passado, tais como tablets, isto é digno de nosso interesse nos últimos dias para o Android, porque o fabricante francês não apresentou nada de notável ou relevante por vários anos e este é o momento.

Talvez por isso, a empresa saltou para o negócio pequeno, mas crescente de smartphones focados em fornecer segurança adicional para o usuário, como o telefone Blackphone de Turing ou outro terminal conhecido por seu foco na proteção de dados. Archos fez uma parceria com Sikur, uma empresa focada na venda de aplicações de comunicação com sistemas orientados a empresas de criptografia para criar o GranitePhone. Este terminal está à venda a um preço exorbitante de $850.

Graças ao sistema operacional Android derivado do “Granite OS” neste terminal tudo é criptografado, mesmo a interface de utilizador modificada que muda o design convencional de armazenamento de ícones de aplicações e passa a ter a caixa de entrada com Sikur alterada. Apesar de gabar-se um elevado nível de segurança no terminal, a empresa ainda não relatou no material promocional os detalhes que fazem deste smartphone uma coisa inexpugnável.

GranitePhone e o mais novo dos smartphones ultra-seguros disponiveis 1

A página oficial menciona “várias camadas de autenticação de usuário” e “falta de portas traseiras”, que são os pontos fracos no sistema operacional onde o telefone pode ser acessado ​​sem que o utilizador se aperceba. No entanto, a crosta de gelo está no site oficial do produto, declarando que o dispositivo é “especialmente desenvolvido somente por e para as pessoas.” De acordo com a empresa, os dados do terminal são armazenados de forma segura na nuvem e podem ser acessados através de outros aplicativos Sikur.

Além disso, as especificações do smartphone certamente não decepcionam. O GranitePhone usa um processador Snapdragon 615 com 2 GB de RAM, uma tela de 5 polegadas com resolução de 1920 x 1080 pixels, uma câmera traseira e dianteira de 16 e 8 megapixels, respectivamente, e, finalmente, uma pequena bateria de 2700 mAh. Estas especificações pertencem mais a um smartphone mid-range hoje, porque um terminal equipado com as mesmas características geralmente custa menos de metade do preço a que se vende este GranitePhone. Não há nenhuma menção no site de qual versão do Android foi usado para criar o sistema operacional, muito menos se aplicativos do Google são suportados.

GranitePhone é o mais novo dos smartphones ultra-seguros disponíveis